CASA ARCOS

ARCHES HOUSE

 

Casa unifamiliar, Pipa, RN, Brasil
Private House

Equipe  Team

Daniel F. Flórez, Mariana  Vilela

O projeto se insere em um terreno onde existe uma antiga casa de pescadores que, devido a sua arcada singular, é conhecida pelos moradores como Casa dos Arcos.O cliente adquire o terreno para construir uma casa principal, uma de hóspedes e uma para o guarda.A casa principal é implantada em uma área em que, partindo de sua topografia plana, o terreno inicia aclive em direção à mata. Sobre um pódio semi-escavado que se abre para as vistas ao mar sobre as demais construções, a casa é concebida como um simples volume que reinterpreta a típica casa de fazenda em que a grande cobertura abriga o volume principal da casa, rodeado por uma generosa varanda por todos os lados.A casa dos hóspedes é pensada como um cubo inserido no perímetro formado pela antiga casa dos arcos, cuja singular arcada permanece preservada, assegurando com esta situação entremuros, a privacidade das diferentes edificações do conjunto.

Por fim, a casa do guarda é o volume de entrada que conclui o conjunto. Sua fachada de arcos remete à casa existente aplicada à uma volumetria esculpida.

 

The project is designed for a site where there is an old angler house, which, by its peculiar arcade, is known by locals as the Arches House.The client purchase the site in order to build a main house, a guest house and a house for the guards.

The main house is located in an area in which, starting from its flat topography, the plot starts sloping toward the forest. On top of a half-excavated podium, opened to the sea views over the other buildings, the main house is conceived as a simple volume reinterpreting the typical farmhouse in which a grand roof covers the main volume of the house, surrounded by generous verandas all around.The guest house is a cube inserted in the perimeter of the old aches house, whose peculiar arcade is preserved, ensuring with a between walls situation, the privacy of the different buildings.

 

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom